segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Aquiles: Vilão ou Herói?

  
ORKUT, Comunidade/ Amigos de Novos Aripuanã
De: NEW Anderson
Para algumas pessoas, o pseudônimo “Aquiles” é de uma única pessoa, que pesquisa fatos acontecidos em Novo Aripuanã e critica os mesmos sempre visando o favorecimento do povo. Para outros é apenas um vagabundo qualquer que é usuário do Orkut e gosta de tirar sarro das autoridades do Município. Mas não é!!!
O pseudônimo “Aquiles” é um grupo de pessoas que tem como integrantes moradores e ex-moradores de Novo Aripuanã que tem laços parentescos e que agem covardemente por trás de uma imagem fictícia denominada “Aquiles”. São filhinhos de papai, que pensam que porque estão cursando uma faculdade e moram na capital são superiores aos cidadãos aripuanenses, acham que porque estão por fora tem uma visão melhor das coisas. E pra quem pensa isso tenho uma coisa a dizer...
Senhor Aquiles, ou melhor Senhores Aquiles... “Só sabe onde dói quem sente a dor”, ou seja, somente nós que vivemos aqui em Novo Aripuanã temos o direito de manifestar-se. Sabe por quê? Porque só nó sambemos a realidade que vivemos, só nós sabemos o que é a preocupação de sustentar um filho, só nós sabemos a dificuldade de construir uma vida com qualidade em Novo Aripuanã... Aí vem uns viadinhos, filhinhos de papai que não conseguem andar nem com suas próprias pernas dar uma de sabichões. Quem está por fora são vocês, Todos os moradores e pai de família do município sabem de todos os problemas das administrações públicas assim como vocês. Só que não somos idiotas de sai escrevendo por aí sobre isso porque não vai solucionar nada. O que quero dizer é que o que vocês sabem, nós também sabemos, apenas não saímos falando da vida particular das autoridades, porque sabemos que vivemos em uma sociedade com regras, onde um cidadão tem que respeitar o outro por mais errados que seja... E se os desacatarmos resultaria em penalidade para nós. Se vocês realmente pensam em mudar para melhor o “sistema”, só falar mal não é o caminho.
Fonte: Orkut/Comunidade/Amigos de Novo Aripuanã/NEW Anderson

domingo, 14 de novembro de 2010

Comitiva da Indonésia conhece Projeto de REDD do Juma em Novo Aripuanã

Representantes conhecerão também programa Bolsa Floresta

Fonte: Fundação Amazonas Sustentável
(30/09/2010 / Manaus - AM) Por Monick Maciel
O chefe da Unidade de Supervisão e Gestão do Desenvolvimento do Governo da Indonésia (UKP4), Kuntoro Mangkusubroto, e sua comitiva formada por 10 pessoas, visitam hoje (30/09) o projeto de REDD implementado pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS) na reserva de desenvolvimento sustentável do Juma, no município de Novo Aripuanã (AM).
A comitiva está em Manaus desde ontem (29/09), quando participaram de uma reunião com o superintendente geral da FAS, Virgílio Viana, na sede da Instituição.

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Encontre Varias Sugestões sobre Novo Aripuanã

O site é Atualizado Semanalmente.

69º DP de Novo Aripuanã fez a segunda maior apreensão de drogas


            Aos dezenove (19) dias do mês de outubro de 2010, por volta das 15h20min aproximadamente, na cidade de Novo Aripuanã/AM, na delegacia do 69º DP, onde se encontrava presente o Senhor PAULO PEREIRA DO NASCIMENTO FILHO – CB QPPM, Chefe de Polícia Titular deste DP, e o CONDUTOR: RAIMUNDO FRANCISCO CORRÊA COSTA, Policial Militar, que  apresentou à autoridade policial os acusados MARCIO DERLI DE OLIVEIRA KLEGLER brasileiro, natural de Ji-paraná/RO, solteiro, com 33 anos de idade, comerciante, filho de Ari Paulo Klegler e Lourdes de Oliveira Klegler. O acusado chegou nesta cidade uma semana atrás aonde veio com a finalidade de colocar uma lanchonete, residente e domiciliado na cidade Apuí/AM e PAULO MAGNO KLEGLER brasileiro, natural de Ji-paraná/RO, convivente, com 27 anos de idade, açougueiro, filho de Ari Paulo Klegler e Lourdes de Oliveira Klegler, residente e domiciliado na cidade Apuí/AM, não sabendo informar o nome da Rua que reside na cidade de Apuí/AM. Os meliantes foram  presos em flagrante delito, por prática de crime tipificado no artigo 33, da Lei n°. 11.343/2006 (trafico de entorpecentes), ocorrido em uma casa localizada na esquina da Rua João de Oliveira c/ a estrada da UEA no bairro do tucumã nesta cidade, após uma rápida ação policial foi realizada a apreensão de 655g de Pasta Base, 495g de maconha prensada e 10 pacotes de bicarbonato pesando 360g que seria usado na mistura da droga para a comercialização da mesma. Que foram apreendidas também 02 (duas) motocicletas, sendo, uma TWISTER na cor vermelha e uma XL 200, na cor branca. Possivelmente as referidas motocicletas seriam usadas pelos acusados durante a venda da droga e 02 (dois) aparelhos celulares das marcas, Nokia e Motorola e uma quantia em dinheiro no valor de R$ 47, 00, reais em espécies, a ocorrência foi registrada em livro próprio do DP ás fls. nº. 36 VRS. O condutor encontrava-se de serviço no prédio do 69°DPC, quando foi acionado pelo Chefe de Polícia do DP que havia atendido inúmeras ligações, feita através do telefone 190, de que em uma casa, localizada na estrada da UEA próximo ao galpão da Prefeitura, elementos não identificados estariam vendendo droga. Diante das informações e da solicitação do Chefe de Polícia o condutor em companhia de demais policiais, inclusive do Chefe de Polícia se deslocaram na VTR rumo ao local informado pela denúncia. Chegando lá encontramos 03 (três) elementos sentados no quintal tomando cerveja, dois dos elementos eram desconhecidos e outro era o moto-taxi OSVALDO. Ao sairem da VTR um dos elementos rapidamente saiu em direção a porta da casa quando o condutor mandou voltar e após uma revista nos elementos e no local aonde eles estavam, encontraram um prato sujo com pó na cor branco parecendo ser cocaína. O SD LEONAN se afastou um pouco indo até a porta da cozinha da casa em companhia do CB QPPM PAULO FILHO deram com uma porção de substância entorpecente (pasta base) enrolado dentro de um saco plástico. Em seguida passaram a revistar a casa, onde dentro do guarda roupa foi encontrado outra porção de substância que pelo odor forte e cor esverdeada apresentava ser maconha prensada. Dando prosseguimento no ato continuo foi encontrado na gaveta de uma cômoda 10 saquinhos de bicarbonato, sendo que um dos saquinhos estava aberto dentro do prato, que depois um dos acusados disse que seria usado para misturar com a droga que foi apreendida. Após a constatação dos fatos e materialidade do crime os acusados receberam voz de prisão sendo os mesmos informados de seus direitos constitucionais conforme preceitua a Constituição Federal. A droga foi apreendida e os acusados foram colocados dentro da VTR e conduzido a DP para realizações dos procedimentos de praxe. O moto-táxi Osvaldo foi liberado em seguida, pois, segundo os próprios traficantes, estava ali apenas para receber uma corrida. 

sexta-feira, 7 de novembro de 2008


Visite Novo Aripuanã